Sonnet - Verve

Sonnet - Verve
 

Sonnet - Verve

 
O meu amigo e eu
Olhando através da caixa vermelha de memórias dela
Desvanecida tenho a certeza
Mas o amor parece fixado nas suas veias tu sabes
 
Sim, há amor se quiseres
Não parece nenhum soneto, meu senhor
Sim, há amor se quiseres
Não parece nenhum soneto, meu senhor
Meu Senhor
 
Porque é que não consegues ver
Que a natureza tem a sua maneira de me avisar
Olhos bem abertos
Olho para os céus com uma lágrima no olho
 


Sim, há amor se quiseres
Não parece nenhum soneto, meu senhor
Sim, há amor se quiseres
Não parece nenhum soneto, meu senhor
Meu Senhor

 
Afundando mais rápido do que um barco sem um casco
Meu Senhor
Sonho com o dia em que te poderei ver lá
Ao meu lado
Do meu lado
 
Aqui vamos nós outra vez e a minha cabeça desapareceu, meu senhor
Eu paro para dizer Olá
Porque eu acho que deverias saber, por enquanto
Por enquanto
Por enquanto
Por enquanto
Por enquanto
Por enquanto
Oh, por enquanto
Oh, por enquanto
Oh, por enquanto
Oh, por enquanto
Oh, por enquanto
Oh, por enquanto
Oh, por enquanto
Oh, por enquanto
 
***
 



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Perfect Strangers - Jonas Blue, JP Cooper

Treat You Better - Shawn Mendes

Grow - Frances